Vale a pena investir em imóveis na planta?

Investir em imóveis na planta é um bom negócio? Esta pergunta permeia a mente de muitos brasileiros que desejam investir no setor imobiliário.

A decisão de investir em imóveis na planta pode ser atraente, principalmente pela possibilidade de adquirir uma propriedade novinha e muitas vezes por um valor mais acessível. Contudo, requer cautela e um planejamento cuidadoso.

Sendo assim, a partir de agora exploraremos os prós e os contras de investir em imóveis na planta, fornecendo insights para ajudá-lo a tomar uma decisão bem-informada.

Acompanhe a seguir e entenda as vantagens e os riscos desse tipo de investimento, bem como saiba o que considerar no momento de fechar o negócio!

Vale a pena investir em imóveis na planta?

Saber se o investimento em imóveis na planta vale a pena é uma questão que muitas pessoas se perguntam ao considerar expandir seus investimentos no mercado imobiliário. A verdade é que, como qualquer investimento, sempre há vantagens e desvantagens a serem consideradas.

Assim, é preciso fazer um balanço para entender se as vantagens superam os pontos não tão positivos para identificar se realmente vale a pena o investimento.

Quais são as vantagens de investir em imóveis na planta?

Investir em imóveis na planta é um bom negócio por diversas razões, especialmente para quem busca flexibilidade financeira e valorização de longo prazo. Veja as principais vantagens:

Melhores condições de negociação

Primeiro, ao escolher um imóvel ainda na fase de projeto, o comprador tem a oportunidade de negociar diretamente com a construtora. Isso pode resultar em condições de pagamento mais vantajosas, incluindo a possibilidade de ajustar a entrada, as parcelas e os prazos conforme a capacidade financeira do comprador.

Valorização

Além disso, investir em imóveis na planta permite que o investidor se beneficie da valorização do imóvel ao longo da construção. Nesse sentido, é comum que os preços aumentem significativamente entre o lançamento e a entrega das chaves, o que representa uma excelente oportunidade de ganho patrimonial sem a necessidade de grandes investimentos iniciais.

Essa valorização é impulsionada tanto pelo desenvolvimento do projeto em si quanto pela melhoria na infraestrutura e serviços no entorno do empreendimento.

Instalações modernas e novas

Ao investir em um imóvel na planta, você também tem a oportunidade de adquirir uma propriedade completamente nova, com instalações modernas e atualizadas de acordo com as normas e tendências mais recentes da construção civil.

Isso significa que o imóvel contará com sistemas de segurança, redes elétricas, hidráulicas e de telecomunicações modernas, bem como acabamentos e materiais de construção de qualidade superior e design contemporâneo, valorizando o investimento.

Redução da burocracia

Outra vantagem é evitar os entraves burocráticos que podem acontecer quando o investimento é feito em imóveis já prontos e possui questões jurídicas envolvendo os antigos proprietários, dificultando a escrituração do imóvel.

Valor menor

E claro, ma das vantagens mais relevantes é o valor geralmente mais acessível em comparação com imóveis prontos. As construtoras oferecem descontos atrativos para os primeiros compradores, a fim de captar recursos para financiar o empreendimento.

Além disso, ao adquirir o imóvel ainda em fase de construção, o comprador não precisa arcar com os custos adicionais de incorporação e corretagem, que são embutidos no preço final dos imóveis prontos. Essa economia pode ser significativa, tornando o investimento mais acessível e lucrativo a longo prazo.

Quais são as desvantagens de investir em imóveis na planta?

Como visto acima, investir em imóvel na planta é muito vantajoso. No entanto, é crucial estar ciente dos riscos que acompanham esse tipo de investimento.

Dentro disso, um dos principais pontos de atenção é o risco associado à entrega do projeto. Muitas vezes, construtoras enfrentam atrasos na conclusão das obras ou, em casos extremos, podem até mesmo não entregar o imóvel. Esse cenário pode causar inconvenientes significativos e perdas financeiras para os investidores.

Outra questão relevante é a variação do valor do imóvel ao longo do tempo. Embora investir em imóveis na planta possa oferecer uma boa valorização futura, o mercado imobiliário está sujeito a flutuações. Fatores econômicos adversos, como aumento das taxas de juros e desaceleração econômica, podem impactar negativamente o valor dos imóveis, tornando o investimento menos lucrativo do que inicialmente previsto.

Além disso, a compra de um imóvel na planta limita a capacidade do investidor de inspecionar fisicamente a propriedade antes da compra.

Sendo assim, esses são os principais riscos que, apesar de não superarem as vantagens, requerem atenção para que você faça um investimento consciente e o mais seguro possível.

Para auxiliar nisso, veja, a seguir, alguns fatores para considerar na hora de investir para reduzir os riscos.

O que levar em consideração na hora do investimento?

Ao considerar essa modalidade de investimento, é fundamental avaliar alguns pontos cruciais para garantir uma decisão acertada e com riscos controlados. Confira algumas dicas!

Verifique a reputação da construtora

Antes de fechar negócio, é imprescindível investigar a reputação e a solidez financeira da construtora responsável pelo empreendimento. Pesquise sobre a trajetória da empresa, quantos anos ela está no mercado, se possui obras concluídas e opiniões de clientes anteriores. Também é recomendável conferir se há processos jurídicos contra a construtora por inadimplência ou falhas na entrega dos imóveis.

Faça projeções financeiras

Ao investir em um imóvel na planta, é crucial fazer projeções financeiras detalhadas para assegurar que você terá recursos suficientes durante todo o período de construção até a entrega das chaves. Considere não apenas o valor total do imóvel, mas também as parcelas mensais, impostos, taxas de corretagem e eventuais custos extras que possam surgir. Mantenha uma reserva financeira para imprevistos.

Leia com atenção e releia o contrato

O contrato de compra e venda é um documento fundamental que rege os direitos e obrigações de ambas as partes. Leia-o atentamente, prestando atenção especial às cláusulas sobre prazos de entrega, multas por atrasos, especificações do imóvel, áreas comuns, entre outros pontos relevantes. Em caso de dúvidas, não hesite em consultar um advogado especializado.

Registre toda a negociação

Durante as negociações, é recomendável registrar tudo por escrito, incluindo e-mails trocados, folhetos promocionais, fotos das maquetes e plantas baixas apresentadas. Esses registros podem ser úteis caso surjam divergências em relação ao que foi prometido inicialmente pela construtora. Manter um dossiê organizado com toda a documentação é uma boa prática para resguardar seus direitos.

Portanto, ao longo desse artigo, exploramos a fundo as nuances de investir em imóveis na planta, uma opção que tem despertado o interesse de inúmeros brasileiros. Abordamos desde as promissoras vantagens, até as desvantagens e cuidados necessários para evitar armadilhas que podem surgir ao longo do caminho.

Fazendo um balanço de tudo que foi abordado, a conclusão é que sim, vale a pena investir em imóvel na planta, desde que o investidor calcule os riscos, tomando as medidas necessárias para reduzi-los ao máximo.

Conte com a Santailha, sua imobiliária em Florianópolis, e encontre as melhores opções de investimento em imóveis na planta! Fale conosco hoje mesmo e garanta excelentes oportunidades!

Vale a pena investir em imóveis na planta?

Santa Ilha

Converse com nossa equipe
Santa Ilha
Olá, em que posso ajudá-lo?