Entenda o que é IGP-M e como calculá-lo?

No cenário econômico brasileiro, entender os índices de inflação e seus impactos é fundamental para qualquer pessoa envolvida com finanças pessoais, negócios ou mercado imobiliário. 

Entre esses índices, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) se destaca como uma importante referência, especialmente no contexto de reajuste de contratos de aluguel.

Neste blog, exploraremos em detalhes o que é IGP-M, como é calculado, qual sua função no mercado e, principalmente, como ele influencia diretamente o mercado imobiliário, impactando decisões tanto de locadores quanto de locatários. 

Boa leitura!

O que é IGP-M

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) é um indicador econômico amplamente reconhecido no Brasil, calculado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ele tem como função principal medir a variação média dos preços de bens e serviços em todo o território nacional durante um período específico. 

Esse índice é composto por três sub índices que refletem diferentes setores da economia: 

  • Índice de Preços por Atacado (IPA), com peso de 60%, que avalia os preços no atacado; 
  • Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30%, que considera os preços no varejo; 
  • Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), com participação de 10%, que monitora os custos na construção civil.

Para que serve o IGP-M

O IGP-M desempenha múltiplos papéis na economia brasileira. Primeiramente, ele serve como um indicador macroeconômico essencial para avaliar a inflação no país, fornecendo uma medida abrangente da evolução dos preços ao longo do tempo. 

Além disso, o IGP-M índice é fundamental nos contratos de locação de imóveis no Brasil. Ele serve como referência para ajustes anuais de aluguel, garantindo que o valor seja atualizado conforme a inflação e variações nos custos ao longo do tempo.

Como é calculado o IGP-M

O cálculo do IGP-M envolve a combinação ponderada de três subíndices principais:

  • IPA (Índice de Preços por Atacado): Representa 60% do índice total e monitora os preços no atacado de commodities e produtos industriais. Este componente reflete as variações nos preços de matérias-primas e insumos essenciais para a produção industrial.
  • IPC (Índice de Preços ao Consumidor): Com peso de 30%, avalia os preços de bens e serviços de consumo final nas principais capitais do país. Este índice é crucial para medir a variação dos preços pagos pelos consumidores no varejo.
  • INCC (Índice Nacional de Custo da Construção): Contribui com 10% no cálculo do IGP-M e reflete os custos na construção civil, incluindo materiais e mão de obra. É utilizado para acompanhar as variações de preço no setor da construção e influenciar ajustes contratuais em obras e projetos imobiliários.

Essa composição diversificada permite ao IGP-M captar diferentes dinâmicas de preços na economia brasileira, oferecendo uma visão abrangente das pressões inflacionárias.

Principais diferenças entre o IGP-M e o IPCA

As principais diferenças entre o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) e o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) são fundamentais para entender suas aplicações e impactos na economia brasileira:

Abrangência de produtos e serviços

IGP-M: O IGP-M possui uma abrangência mais ampla, incluindo preços no atacado (commodities e insumos industriais), no varejo (bens e serviços de consumo final) e na construção civil (custos de materiais e mão de obra). Isso faz com que o IGP-M seja sensível a uma variedade maior de setores da economia.

IPCA: Já o IPCA foca especificamente nos preços de bens e serviços de consumo das famílias brasileiras, sendo uma medida mais direta da inflação percebida pelo consumidor final.

Finalidades de utilização

IGP-M: O IGP-M é amplamente utilizado como referência para reajustes contratuais, especialmente nos contratos de aluguel e em ajustes de tarifas de serviços públicos. Ele também é importante para análises macroeconômicas e ajustes de contratos comerciais.

IPCA: O IPCA é o índice oficial de inflação do país, utilizado como meta pelo Banco Central para o controle da inflação e como referência para indexação de diversos contratos financeiros, como títulos públicos e financiamentos.

Volatilidade e variação

IGP-M: Devido à sua composição diversificada e sensibilidade aos preços de commodities e construção civil, o IGP-M pode apresentar variações mais significativas em períodos de instabilidade econômica ou mudanças bruscas nos preços de insumos.

IPCA: Por sua vez, o IPCA tende a ser mais estável e previsível no curto prazo, refletindo diretamente a inflação percebida pelas famílias brasileiras em seu consumo cotidiano.

Ou seja, enquanto o IGP-M oferece uma visão ampla e diversificada dos preços na economia brasileira, o IPCA é mais direcionado aos gastos das famílias e é fundamental para políticas monetárias e ajustes econômicos. 

Ambos são essenciais para compreender a dinâmica inflacionária e suas implicações econômicas no Brasil.

A influência do IGP-M no mercado imobiliário

No mercado imobiliário brasileiro, o IGP-M desempenha um papel crucial nos contratos de locação.

 A maioria dos contratos de aluguel é indexada por este índice, o que significa que o valor do aluguel pode ser reajustado anualmente com base na variação acumulada do IGP-M. Este ajuste permite aos proprietários manter o poder de compra do valor locativo ao longo do tempo, ajustando-o de acordo com as condições econômicas e inflacionárias do país. 

Por exemplo, se o IGP-M acumulou 10% nos últimos doze meses e o aluguel é de R$1.500, o novo valor após o reajuste seria de R$1.650.

Conheça a Santailha

Com um compromisso sólido com a excelência e a satisfação do cliente, a Santailha se destaca como uma referência no mercado imobiliário. 

Nossa equipe dedicada não apenas oferece uma ampla seleção de imóveis de alto padrão, mas também proporciona um serviço personalizado que atende às necessidades únicas de cada cliente.

Do Campeche ao Centro, nossa expertise abrange as melhores localizações da cidade, garantindo que você encontre não apenas um lugar para morar, mas, sim, um lar onde você possa viver experiências únicas e desfrutar da qualidade de vida que Florianópolis oferece. 

Alugar apartamento em Florianópolis

Conheça a Santailha e descubra seu novo lar em Florianópolis!

Entenda o que é IGP-M e como calculá-lo?

Santa Ilha

Converse com nossa equipe
Santa Ilha
Olá, em que posso ajudá-lo?